FETAGRI-MT inicia 4ª turma do curso de técnico em agropecuária com ênfase na agricultura familiar

A parceria entre a Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Mato Grosso (FETAGRI-MT), Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (SECITEC), e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR-MT), deu inicio nesta terça-feira (19.09) nas aulas da 4ª turma do curso de Técnico em Agropecuária com ênfase em agricultura familiar

Além de proporcionar qualificação de qualidade, o curso atender parte da grande e crescente demanda de profissionais na área rural do estado. Ministrado através da Escola Técnica de Tangará da Serra, o curso conta com 40 alunos, vindos de vários municípios do estado.

A pedagogia utilizada é o da alternância, proposta usada em áreas rurais para mesclar períodos em regime de internato na escola com outros em casa. Os alunos passam 10 dias no Centro de Estudos Sindical Rural da Fetagri e 20 nos municípios onde residem, desenvolvendo atividades práticas.

Para o presidente da Fetagri, Nilton José de Macedo, a implantação da 4ª turma demonstra a preocupação da federação em fortalecer os pequenos produtores rurais através da qualificação. "Com o início desta terceira turma, a Fetagri avança um degrau no atendimento de qualificação profissional, atendendo uma carência observada em todas regiões do estado, principalmente visando beneficiar e melhorar a condição e vida dos pequenos produtores", pontuou.

Macedo enaltece ainda a importância do fortalecimento das parcerias. "Este projeto está sendo bem-sucedido graças ao envolvimento de todas entidades parceiras, como o Governo do Estado, através da Seciteci, e o Senar, que fazem a diferença juntamente com a Fetagri".

A solenidade de inicio do curso contou com a presença do secretário de política agrária da FETAGR-MT, Divino Martins de Andrade, diretor da Escola Técnica de Tangará da Serra, Juvenil Gilberti, analista técnica do SENAR-MT, Edinalva Gonçalves Montes, representantes da Seciteci-MT, entre outros.

Com duração de 2 anos, o curso prepara os alunos para estarem habilitados para o domínio de técnicas de produção e gestão da agropecuária e agroindústria, na identificação dos elementos sociais e culturais da sociedade.